A metodologia

A EKUI é uma Metodologia multissensorial de Desenho Universal. É a única no mundo que combina quatro formas de comunicação: a gráfica, o código Braille, a Língua Gestual Portuguesa (LGP) e o Alfabeto Fonético. Usa pistas visuais, auditivas e cinestésicas e estas pistas, usadas ao mesmo tempo, ativam diferentes áreas no cérebro fazendo com que as crianças aprendam mais rápido as letras (50% mais rápido do que usando só metodologias tradicionais). Por outro lado, as crianças aprendem a comunicar numa nova língua (a Língua Gestual) e num código – o Braille.

Foi pensada para a ajudar a estimular, avaliar e intervir nas habilidades necessárias para a aprendizagem da leitura, da escrita:

  • Habilidades linguísticas (consciência dos sons da fala e dos movimentos necessários à sua articulação);
  • Habilidades percetivas (perceção visual, auditiva, tátil – cinestésica; perceção espacial, temporal, de figura-fundo e Perceção análise-síntese);
  • Habilidades psicomotoras (coordenação e equilíbrio, esquema corporal, lateralidade e Organização espacial-temporal);
  • Habilidades cognitivas (linguagem, atenção, memória, processamento);
  • Habilidades emocionais (autoconhecimento, motivação, tolerância e empatia).

Como implementar a Metodologia EKUI?

O primeiro passo para fazer chegar a Metodologia às crianças é dando formação aos intermediários (pais, educadores e professores). Neste momento é dada exclusivamente online.

A equipa de formadores é coordenada pela professora Celmira Macedo (PhD), doutorada em educação. É uma equipa altamente especializada e inclui pessoas da Comunidade Cega (formadora de Braille) e da Comunidade Surda (formadora de Língua Gestual é Surda). Queremos educar para a empatia também os adultos.

Depois da formação, os profissionais decidem se querem implementar a metodologia EKUI nas suas turmas ou nas clínicas. Basta para isso que nos contactem. A partir desse momento, fazem parte da nossa comunidade de EKUIzadores.

Fazemos acompanhamento personalizado em contexto de sala de aula. A esse acompanhamento chamamos de mentorias, que eram presenciais, mas que passaram a ser online em 2020. É realizado 2 vezes por mês, durante 1 hora, por um elemento da equipa EKUI, à qual chamamos de Mentora. As mentorias começam no início do ano letivo (setembro) e terminam em maio.

Onde implementar?

A EKUI tem três formas de atuação, mediante o nível de ensino, perfil de funcionalidade e idade das crianças:

1)    Na Educação de infância, com crianças com idades entre os 3 e os 5 anos, a metodologia centra-se apenas no desenvolvimento da consciência fonológica (habilidade precursora da aprendizagem da leitura e da escrita) e em atividades que estimulam a empatia, através da história do “EKUI e o monstro das barreiras”. Educadores capacitados começam a identificar desde cedo situações, antes de serem um problema. Ativam a Equipa EKUI e as crianças são encaminhados para avaliação.

2)    No 1º ano do 1º Ciclo, com crianças a partir dos 6 anos, a intervenção é o complemento inclusivo dos métodos tradicionais de ensino no início do processo de alfabetização. Aqui são também sugeridas atividades aos professores e o procedimento incorpora o mesmo alinhamento de identificação precoce de problemas e encaminhamento rápido para reabilitação.

3)    Intervenção específica em turmas com alunos com dificuldades de aprendizagem, ou deficiência. Esta intervenção é, ao contrário das anteriores, reabilitativa. Pretende trabalhar as dificuldades já instaladas mitigando ao mínimo os seus efeitos.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *