Imprensa

Mensageiro de Bragança | Celmira Macedo fundadora da metodologia EKUI reconhecida internacionalmente como “Ashoka Fellow”

A transmontana Celmira Macedo fundadora da metodologia EKUI foi a única portuguesa a ser reconhecida como uma das melhores do mundo na área do empreendedorismo e inovação social pela Ashoka. O prémio foi entregue esta segunda-feira em Bilbau, no País Basco por Antonella Broglia.
Para a premiada Celmira Macedo, a única em Portugal, “ser selecionada como Ashoka Fellow significa o reconhecimento de uma vida de muito trabalho, dedicação e muito foco.
“É como ter um selo de qualidade, credibilidade e validação como empreendedora social que desenvolve uma inovação social” afirma. Acrescenta ainda que, “estar na Ashoka permitirá o acesso a uma rede onde posso aprender mais, estabelecer alianças para criar sinergias e escalar a EKUI internacionalmente”, concretizou a laureada ao Mensageiro de Bragança.
Desde 1981, a Ashoka selecionou mais de 3.600 Empreendedores Sociais em mais de 90 países, cujos modelos inovadores de transformação social resolvem alguns dos problemas mais urgentes da sociedade.
Celmira Macedo com “a inovação EKUI” faz agora parte da rede Ashoka, uma rede que identifica, conecta e acompanha empreendedores sociais – agentes de mudança – para uma sociedade comprometida e consciente da sua capacidade de gerar mudanças positivas e sistémicas.
Segundo a nova líder em inovação social, estar neste patamar sempre foi um desafio que não acreditava ser possível, “não porque não acreditasse na qualidade do meu trabalho como empreendedora social, mas porque a qualidade dos Ashoka Fellows é muito alta.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *