Imprensa

EKUI: Metodologia de aprendizagem e de comunicação inclusiva

Vencedora de vários prémios, a EKUI é uma metodologia de alfabetização e reabilitação inclusiva, a única no mundo que combina quatro formas de comunicação: a gráfica, o braille, a língua gestual e o alfabeto fonético. O projeto é apoiado pelo PO ISE através da Iniciativa Portugal Inovação Social – Parcerias para o Impacto.

EKUI é o acrónimo para Equidade, Knowledge, Universalidade e Inclusão. Trata-se de um projeto que elimina as barreiras na comunicação linguística, permitindo que crianças, jovens e adultos, independentemente de necessidades especiais, possam universalmente compreender-se uns aos outros. A ideia do projeto surgiu em 2003 quando Celmira Macedo dava aulas de educação especial a crianças com autismo e limitações cognitivas.

 

Na altura percebeu que as crianças identificavam com muito mais facilidade as letras do alfabeto quando lhes associava um gesto da língua gestual portuguesa. Entre 2003 e 2009 desenvolveu esta metodologia com os alunos obtendo resultados muito positivos no desenvolvimento de competências de literacia, fonética e comunicação. Em 2015 é lançada a marca EKUI, uma linha de material didático e inclusivo, sendo o EKUI Alfabeto o seu principal produto.

 

A caixa EKUI Alfabeto contém 26 cartas com as letras do alfabeto. Cada carta tem as letras manuscritas com o respetivo grafema e ainda:

  • a letra em braille tátil e visual
  • o alfabeto da língua gestual portuguesa
  • e o alfabeto fonético.

 

Metodologias ecléticas com as caraterísticas da EKUI (que integram a aprendizagem de línguas gestuais e a componente fonética), são, segundo estudos internacionais, fortemente potenciadoras do sucesso educativo, quer ao nível da aprendizagem nas crianças em idade escolar, quer ao nível da reabilitação. Os mesmos estudos identificam também vantagens para crianças e jovens, com e sem qualquer tipo de deficiência ou incapacidade, ao nível do desenvolvimento de competências de literacia, comunicação e cidadania.

Segundo Celmira Macedo, a EKUI é já uma referência em Portugal, identificada pela comunidade pedagógica e científica como eficaz no desenvolvimento de competências em crianças e jovens mas também em adultos (por exemplo: reabilitação articulatória em situação de AVC).

 

Mais de uma centena de docentes e técnicos que implementaram a metodologia EKUI nas suas turmas de educação de infância ou no 1º Ciclo do Ensino Básico, identificaram muitas vantagens na implementação da metodologia durante o ano letivo:

  • Eficaz a ajudar as crianças a identificar e discriminar fonemas;
  • Facilitadora da associação fonema (som) – grafema (letra);
  • Facilitadora da memorização das letras da grafia (do Português), através das pistas visuais da língua gestual;
  • Melhoria das competências de literacia, comunicação e atitudes de cidadania das crianças com e sem necessidades educativas especiais;
  • Eficaz na redução dos erros da escrita em crianças e jovens com dislexia;
  • Maior rapidez na aprendizagem das letras do alfabeto;
  • Melhoria da motivação na aprendizagem;
  • Melhoria da prática pedagógica dos docentes;
  • Eficaz na identificação precoce das problemáticas e dificuldades de aprendizagem nos alunos por parte dos docentes.

 

Além disso, a EKUI tem-se demonstrado uma solução inovadora, mais eficaz, mais eficiente e menos onerosa do que as soluções alternativas. O custo de intervenção por criança está muito abaixo da média nacional.

 

O financiamento da União Europeia pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (PO ISE), através da Iniciativa Portugal Inovação Social, bem como o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, enquanto Investidor Social, foram determinantes para dar ao projeto a alavancagem financeira de que necessitava para garantir a produção e o lançamento da 2ª edição do EKUI Alfabeto, o desenvolvimento da nova app EKUI (disponível na Apple Store e Google Play) e o desenvolvimento de novas gamas da linha EKUI: EKUI Cores; EKUI Família; EKUI Alfabeto ilustrado; EKUI professores; EKUI animais; EKUI material escolar; etc.

 

A capacitação recebida neste âmbito também permitiu definir um modelo de negócio social autossustentável e criador de impacto social: cada caixa EKUI vendida financia duas, uma para vender – garantindo a sustentabilidade do projeto; e outra para oferta a uma escola – garantindo o impacto social.

 

Desde 2015, a metodologia EKUI chegou já a mais de 37 mil beneficiários.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *